Notícias

Alunos são medalhistas na OSEQUIM

28/08/2017 12:09:33
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Compartilhe:

Eles contam como chegaram lá e quais os planos para as etapas regional e brasileira das Olimpíadas de Química

Cinco jovens de 15 a 17 anos de idade, alunos do Colégio Módulo, conquistaram duas medalhas de prata e três de bronze na Olimpíada Sergipana de Química – OSEQUIM. A cerimônia de entrega de medalhas e certificados aconteceu na última terça-feira (22), no auditório da Reitoria da Universidade Federal de Sergipe. “Desde o ano passado, a participação dos alunos e os resultados têm sido cada vez melhores”, avalia o coordenador pedagógico das 2ª e 3ª Séries do ensino médio, Marcus Miranda.

O suporte da escola vem durante as aulas de aprofundamento que acontecem no turno oposto, com quatro horas por semana, resolvendo questões de química, física, biologia e matemática. Não somente do ENEM, mas de instituições como ITA e IME. “Resolvendo essas questões de faculdades com níveis mais difíceis, trabalhamos a autoconfiança e a segurança dos nossos alunos”, explica o professor de química, Albérico Lincoln, que destaca ainda que as aulas são abertas a todos os alunos que queiram participar.

Como eles chegaram lá

Ter segurança fez toda a diferença para a aluna Luana Cristina, da 2ª Série, medalhista de bronze e classificada para etapa Norte e Nordeste da Olimpíada de Química que acontece em 2018. “As aulas de aprofundamento me fizeram perder o medo de questões mais complexas, ajudaram-me a ganhar confiança e, com isso, controlar a ansiedade. Com o apoio dos professores, quero conquistar novos conhecimentos e medalhar no Norte e Nordeste”, frisa a aluna.

Já para Giovanna Sousa da Silva, aluna da 3ª Série, o resultado da conquista da medalha de bronze na OSEQUIM foi o gosto pela disciplina. “Comecei a entender a utilidade da química na vida”. Outro medalhista de bronze na competição, foi o aluno da 2ª Série, Jonathan Magalhães. “Sempre gostei de fazer questões mais difíceis e os professores me ajudaram tirando dúvidas e me deixando mais confiante. Além disso, a forma com que eles passam o conteúdo nos ajuda a fixar e expandir nossos conhecimentos”, revela.

Com 15 anos, os alunos Lucas Gabriel e Lucas Pereira, ambos alunos da 1ª Série e medalhistas de prata na OSEQUIM, foram classificados para as Olimpíadas Brasileiras de Química e para etapa Norte e Nordeste. “Sempre gostei de química, mas as aulas de aprofundamento despertaram ainda mais o prazer pela disciplina”, comenta Lucas Gabriel. Já para Lucas Pereira, a competição motiva a buscar novos conhecimentos. “Gosto de aplicar os conhecimentos em questões novas e difíceis. E as aulas de aprofundamento me deram mais segurança para isso”, destaca ele.

Vídeos